Blog

Cachaça é coisa séria!

Grupo lança as bases para a criação da Confraria da Cachaça do Vale do Café

 

Um grupo de produtores, apreciadores, sommeliers, degustadores, colecionadores, entusiastas e apaixonados pela cachaça estão criando a “Confraria da Cachaça do Vale do Café” um grupo para unir esforços, promover a integração e congregar interesses mútuos em relação à bebida tipicamente nacional, fortalecendo por consequência a região do Vale do Café no Estado do Rio de Janeiro como importante produtora de cachaça artesanal do país.

Marcas conhecidas da região como Magnífica, Vieira & Castro, Pindorama, Kana Karam, Santa Rosa, Dona Vânia, Werneck e Ribeirão fazem parte do grupo que inicialmente está conduzindo a criação da Confraria.
Entre os principais objetivos da empreitada estão reunir os estudiosos, apreciadores e amigos da Cachaça com a finalidade de promover e estimular a cultura e o hábito da sua degustação; promover a Cachaça através de feiras, palestras, conferências, cursos, seminários, congressos e outros eventos ligados à produção, promoção e comercialização da Cachaça e; promover e manter intercâmbio entre os produtores, associados, entidades públicas e particulares promovendo ainda atividades sociais, recreativas e culturais, bem como contato com entidades relacionadas à cachaça.
Um grupo de trabalho está atuando na proposição de um estatuto e pensando nas formas de articulação e promoção à distância, considerando o grave momento de pandemia pelo qual o Brasil ainda está passando. Abaixo o manifesto de criação da Confraria:

 

MANIFESTO DE CRIAÇÃO DA CONFRARIA DA CACHAÇA DO VALE DO CAFÉ

Considerando que a cachaça é a bebida tipicamente brasileira;

Considerando que a cachaça é o terceiro destilado mais consumido do mundo;

Considerando que a cachaça tem relação histórica com a formação e primórdios do Vale do Café;

Considerando que há hoje um movimento de retomada da produção artesanal de cachaça no Vale do Café;

Considerando que a região abriga grandes marcas de cachaça exportadas hoje para diversos países do mundo;

Considerando que a cachaça pode de se integrar à atividade turística e se apresentar como produto legitimamente de identidade do Vale do Café;

Considerando as oportunidades de negócios que a cachaça promove;

Considerando que atualmente não existe uma instituição que congregue e integre o setor no Vale do Café.

Nós produtores, apreciadores, sommeliers, degustadores, colecionadores, entusiastas e apaixonados pela cachaça, bebida tipicamente brasileira, manifestamos aqui nosso interesse e participação na fundação da Confraria da Cachaça do Vale do Café

João Luiz de Faria (produtor / Cachaça Magnífica)
Maria do Carmo Bettencourt de Faria (produtora / Cachaça Magnífica)
Raul de Faria (produtor / Cachaça Magnífica)
Ana Luiza Bettencourt de Faria (produtora / Cachaça Magnífica)
Angelo Vieira (produtor/ Cachaça Vieira & Castro)
Rafael D’Aló (produtor / Cachaça Pindorama)
Luiza Almeida Braga (produtora / Cachaça Pindorama)
Fabio Karam Brandão (produtor / Cachaça Kana Karam)
Pedro Karam (produtor / Cachaça Kana Karam)
Eli Werneck (produtor / Cachaça Werneck)
Ernani Bertino Maciel (produtor / Cachaça Fazenda Ribeirão)
Ernani Casela Maciel (produtor / Cachaça Fazenda Ribeirão)
Dênis Fabiano Oliveira (Produtor e Mestre Alambiqueiro / Cachaça Santa Rosa)
Valdemiro de Oliveira Neto (Cachaça Dona Vânia)
Vânia Brasil Simões (Cachaça Dona Vânia)
Cláudio Martuchelli Ferreira (colecionador , Apreciador , Influenciador Digital)
José Luiz Medeiros da Silva Júnior (produtor cultural/apreciador)
Humberto Leite Moraes (apreciador)
Frederico do Amaral Pinto (sommelier/apreciador)
Marcelo Muller (guia de turismo/apreciador)
Daniela Tamiozo (produtora cultural / apreciadora)
Leonardo Leite Moraes (apreciador)

 

Revista Vale do Café – Por Fred Coffee&Beer